Reunião de torcida acaba com violência policial no Benedito Bentes

Scarlett Duarte e Wilson Jamerson

Na última sexta-feira, dia 3, um grupo de jovens, pertencentes a torcida de um time alagoano, foi abordado de forma truculenta por policiais em uma Praça no conjunto Cely Loureiro, Benedito Bentes.

Os torcedores foram surpreendidos por cinco viaturas da Polícia Militar enquanto se reuniam. Na ocasião, os militares mandaram os “jovens suspeitos” tirarem as camisas, jogarem no chão e encostarem nas grades da praça para o famoso “baculejo”.

A cena já é comum entre os jovens da periferia e quem passava pelo local, além de se deparar com o baculejo ouviam ainda os xingamentos dos policiais mais exaltados.  O procedimento durou cerca de 30 minutos e, enquanto a revista era realizada outros militares tiravam fotos com seus celulares.

Os militares nada encontraram com os torcedores, mas um deles foi encaminhado para a viatura de forma agressiva, com empurrões e tapas no rosto. O jovem ficou aproximadamente 10 (dez) minutos na mala do carro rodeado por cerca de 6 (seis) policiais, sendo liberado em seguida.

Estes jovens sofrem este constrangimento diariamente pelo simples fato de serem da periferia. Esta não foi a primeira, e não será a última, abordagem agressiva que estes jovens passarão. Esse tipo de ação só mostra o apartheid que está sendo enraizado na sociedade, um extermínio da população negra e periférica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s