Pistoleiros atiram contra trabalhadores em acampamento

Railton Da Silva

A ação de pistoleiros em áreas de luta pela Reforma Agrária ainda continua e a última investida contra famílias de trabalhadores rurais ocorreu neste domingo, 04, no acampamento Sereno, em Porto Calvo.

Informações da direção estadual do Movimento de Libertação dos Sem Terra dão conta que um grupo de pistoleiros efetuaram vários disparos de arma de fogo contra os acampandos que estavam reunidos. Não houve feridos.

O acampamento é acompanhado pelo MLST, tem aproximados 800 hectares e é fruto da luta e organização de Edmilson Alves, assassinado com 14 disparos de arma de fogo em 23 de janeiro, deste ano.

De acordo com Antônio Messias, da direção estadual do MLST, a ação foi executada por quatro homens fortemente armados que estava em um veículo que não teve as características informada. “Não deu tempo dos trabalhadores prestarem atenção no veículo porque tinha que correr dos tiros”.

Ainda de acordo com Messias, os disparos foram para intimidar os acampados, um vez que:

“O imóvel faz parte da massa falida da Usina Santa Maria e esta com o processo fiscal concluído pela fazenda nacional. O Incra quer desapropria-la por adjudicação com o Governo Federal”, explicou.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s