Em nota, MST ressalta a importância do legado de Fidel para as gerações futuras

A morte  de Fidel Castro, o Revolucionário.

Ontem, dia 25\11, perdemos fisicamente a companhia cotidiana do comandante Fidel Alejandro Castro Ruz

A suas qualidades pessoais agigantou um individuo, um povo, um país, uma causa: a Revolução socialista.

A história se encarregará de fazer com que a lacuna que se abre nessa data será sempre mais larga e profunda. Fidel fará sempre, e  cada vez mais, falta junto a todas e a todos que ousam sonhar e lutar por uma humanidade que se encontre, plenamente, com os ideais do humanismo, da democracia, da justiça social e da fraternidade, os ideais de uma humanidade socialista. O papel do individuo na história Fidel o preencheu com a de um Comandante Revolucionário: sábio, incansável, forte e humano.

Com a maestria que caracteriza os que entram para a história por seus ideais altruístas,  Fidel soube conduzir o Povo Cubano a andar de cabeça erguida, digno, altivo, ciente que é portador da esperança de uma nova sociedade para a humanidade.  Juntos, Comandante e Povo, descobriram que a Revolução é cotidiana.

E a pequena Ilha do Caribe, sob o comando do seu filho Revolucionário, soube se agigantar perante o mundo. Tornou-se  gigante não por deter um aparato bélico e uma prepotência diplomática que é própria justamente das potencias imperialistas que as querem destruir. Cuba agigantou-se no cenário internacional porque, incansável e com tenacidade, perseguiu e conquistou sua Soberania Politica. E foi além, é gigante a Ilha do Povo Cubano  porque nenhum país, na história da humanidade, exerceu com tanta primazia o principio revolucionário da solidariedade internacionalista. Haverá algum país, em nosso planeta, que em determinado momento não recebeu a solidária e fraterna ajuda de um médico ou de uma médica cubana? Haverá alguma catástrofe, natural ou causada pelo homem, que não recebeu voluntários e voluntárias cubanas para amenizar as dores da destruição e das perdas humanas?

Um povo digno, culto e altivo, um país soberano e solidário, dizem, os inimigos da humanidade, que foi obra de um ditador. Nós, irmanados pelo ideal de construir um mundo sem exploradores e explorados, sabemos que somente um revolucionário socialista ousaria e seria capaz de dar tamanha contribuição à humanidade. E o Comandante Fidel Castro soube contagiar um continente e servir de referencia para uma geração de revolucionários com seus ideais socialistas. A bandeira do socialismo sempre esteve firmemente empunhada pelo companheiro Fidel Castro. E assim continuará, porque as gerações futuras transformarão em realidade a utopia de uma humanidade socialista, a mesma que alimentou a vida revolucionária do Comandante Fidel Alejandro Castro Ruz.

Viva Fidel Castro!
Viva o Povo Cubano!
Viva o Socialismo!

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra\ MST.
São Paulo\Brasil, 26 de novembro de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s