Ocupa tudo, inclusive Brasília!

Gabriel Santos

A PEC do Fim do mundo, como carinhosamente ficou conhecida a PEC 241 que agora tramita no Senado com o número de 055, será votada no próximo dia 29. Diante disso, caravanas de todo o Brasil já apontam que vão se encontrar na capital do País num ato histórico.

Após milhares de escolas, IF´s e Universidades ocupadas, a grande tarefa que está posta é Ocupar o Planalto. Professores, Técnicos e demais profissionais de educação se juntam com estudantes nesta tarefa de pressionar os senadores contra a emenda constitucional que congelara os investimentos em Saúde e Educação por 20 anos.

É consenso entre todos, que para derrotar esta PEC e impulsionar uma resistência contra a mesma, é preciso a unidade dos setores combativos. A mais ampla unidade dos movimentos sociais, das lutas dos trabalhadores e da juventude e dos diversos grupos políticos e organizações de esquerda, é imprescindível para enfrentarmos os ataques do governo Temer e dos ricos e poderosos do País. Esta unidade deve materializada em Brasília.

Jovens e trabalhadores de todo o Brasil vão se reunir na capital federal para dar o recado, “não vamos pagar pela crise”. A alternativa que o governo do PMDB e este congresso apresenta é a limitação dos gastos em áreas essenciais, como Saúde e Educação. O dinheiro que iria para a saúde e educação vai ser usado para pagar a dívida pública. Ou seja, vão retirar de quem mais precisa, o povo pobre e trabalhador, para por no bolso de meia dúzia de banqueiros.

O conjunto dos movimentos sociais, para além de ir às ruas e se manifestar contra a PEC e o governo golpista, precisam apresentar um conjunto de alternativas econômicas. Alternativas que passam pela auditoria e não pagamento da dívida pública; pela taxação das grandes fortunas; porém, sabemos que estas medidas e outras mais radicais, como estatização dos bancos, não podem ser realizadas por este governo, por isso, precisamos pensar uma real alternativa de poder para o povo trabalhador.

Apesar das dificuldades na luta contra a PEC do Fim do Mundo, a juventude mostrou que não vai ser um peso morto nesse tabuleiro de xadrez. Que não vai aceitar calada enquanto roubam nosso direito ao futuro. Os jovens que ocuparam as escolas deram uma verdadeira aula e impulsionaram a luta dos trabalhadores.

Apesar de termos o risco, que é gigantesco, desta PEC ser aprovada, a nossa luta não foi em vão. Não conseguiríamos, com todos nossos sonhos e ideais, ficar parados neste momento. Não conseguimos viver sem ir a luta, viver sem tomar partido. E agora, é a hora de irmos juntos rumo a capital federal, levantar nossas bandeiras e nossos sonhos no Planalto. Vamos dizer que se os ricos e poderosos querem retirar nossos direitos, vamos tirar deles algumas noites de sono.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s