Famílias sem terra ocupam latifúndios improdutivos, entre elas fazenda de ex-governador

Railton Da Silva e Dany Marques

Famílias de trabalhadores rurais sem terra ocuparam nesta terça-feira, 22, duas fazendas improdutivas na cidade de Novo Lino, zona da mata alagoana. Ao todo foram ocupados 320 hectares e acampam 96 famílias que são acompanhadas pelo Movimento Via do Trabalho.

Também nesta terça, o MST reocupou a Fazenda São Sebastião no complexo Ouricuri – cidade de Atalaia – com famílias que foram despejadas do Acampamento São José, também no Ouricuri, e ocupou a Fazenda Laranjeira, na cidade de Penedo, confira a matéria.

De acordo Marcos Antônio, o Marrom, da coordenação do MVT,  foram ocupadas as Fazendas Santo Amaro e a Pitos, ambas em Novo Lino, e que elas têm o objetivo de pressionar o Incra e o governo federal a retomar a agenda da Reforma Agrária que esta parada, principalmente em Alagoas.

Ainda de acordo com Marrom, uma das propriedades é do ex-governador de Alagoas Geraldo Bulhões que esta desapropriada há 14 anos pelo Incra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s