Sem terra distribuem alimentos da luta no Abassá da Resistência Periférica

Da Redação com MST/AL

Os frutos da luta pela Reforma Agrária produzidos nos acampamentos e assentamentos acompanhados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em Alagoas foram distribuídos durante o feriado desta terça-feira, 15, no Conjunto Otacílio Holanda, no bairro da Cidade Universitária, em Maceió.

As ações aconteceram na sede do Abassá de Angola Oyá Igbalé e a casa é coordenada pela Yalorixá Vera Rodrigues. Na ocasião, além da distribuição de alimentos, houve roda de capoeira do grupo Muarama, hip hop com Dubeça e apresentação do Maracatu Raízes da Tradição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A intenção – de acordo com Débora Nunes, do setor de produção do MST – é estreitar as relações entre os trabalhadores do campo e da cidade, dialogando sobre as contradições dos centros urbanos e a necessidade urgente da Reforma Agrária no país.

“Essas ações vão muito além da entrega ou doação de alimentos, essa é uma ação de solidariedade, fundamental para que possamos seguir resistentes em nossas lutas no campo e na cidade”, disse Débora. “Quem hoje recebe uma sacola com produtos da Reforma Agrária, direto das mãos de um Sem Terra, com certeza amanhã pensará duas vezes quando se deparar com o que passa sobre os camponeses e camponesas na grande mídia”, destacou Nunes, por meio da assessoria.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s