Estudantes debatem Mídia e Semiárido

comunicacao-no-semiarido
Debate sobre mídia e semiárido. Crédito: Ester Muniz/Irpaa

Discutir a Convivência com o Semiárido e articular propostas voltadas para a construção de uma comunicação contextualizada, foram as temáticas centrais do VI Encontro de Capacitação “Comunicação para Promoção das Viabilidades do Semiárido”, ocorrido entre os dias 28 e 30 de outubro no Centro de Formação D. José Rodrigues. A formação é promovida pelo Irpaa em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), através do Projeto de Extensão Programas Experimentais de Televisão. O curso, que tem como público-alvo estudantes de Jornalismo da Uneb, este ano contou também com estudantes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e da Faculdade São Francisco de Juazeiro (FASJ).

Durante os três dias de capacitação, foram realizadas palestras que abordaram temáticas como a compreensão do clima, acesso e gestão da água, educação contextualizada e alternativas para promoção da Convivência com o Semiárido na mídia. De acordo com Érica Daiane Costa, coordenadora do Eixo de Comunicação do Irpaa, a formação contribui para a desconstrução da ideia de Semiárido calcada em estereótipos negativos. “O objetivo é apresentar uma outra visão do Semiárido, dar voz as minorias que a mídia convencional tem silenciado a fim de manter o estereótipo de um Semiárido inviável”, explica a coordenadora.

A partir da formação, a estudante de Jornalismo Beatriz Braga, diz que construiu um novo olhar sobre a região. “Meu maior objetivo nesse curso foi procurar me familiarizar com essa questão do Semiárido que eu fui ensinada a ver a partir de uma perspectiva estereotipada, como a seca, a miséria e o curso serviu para desconstruir esse pensamento”. Já para o estudante de Pedagogia da UFPI, Célio Souza, essa formação vai auxiliar no cotidiano do fazer pedagógico: “como futuro professor a capacitação serve para levar para os alunos a nossa cultura e a Convivência com o Semiárido”.

No último dia de atividades da capacitação, as/os participantes elaboraram produtos de comunicação a partir dos conteúdos vistos no curso, uma forma de colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante o curso.

O evento também proporcionou aos estudantes o contato com visitantes do Haiti, que vieram ao Brasil através do Programa de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável (PAD), para conhecer as atividades executadas pelo Irpaa e pelo Centro Sabiá, organização que atua em Pernambuco.

Fonte: IRPAA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s