Famílias acampadas comemoram a conquista de mais um Assentamento

Mais um assentamento de Reforma Agrária é conquistado na Cidade de Goiás (GO). Depois de dois anos de processo e negociação, o Governo Federal, por meio do Incra,  efetuou o pagamento do imóvel BACURI.  É uma área de 1.594 hectares, localizada no município de Goiás e que faz divisa com o município de Itapirapuã.

Com este novo assentamento, o município totaliza 24 assentamentos, é o maior número proporcional de assentamentos do País.  Os dois primeiros assentamentos criados no estado são os do Mosquito e São João do Bugre, que ficam na Cidade de Goiás, ambos no ano de 1986, e neste ano, portanto, se comemoram 30 anos da conquista desses assentamentos.

Serão assentadas 46 famílias nesse novo imóvel, oriundas dos Acampamentos Dom Eugênio e Irmã Zenaide, grupos acompanhados pela CPT da Diocese de Goiás e pelo Sindicato dos Trabalhadores/as Rurais de Goiás e Faina.

O nome do novo assentamento já foi escolhido e será Projeto de Assentamento São Domingos, homenagem ao fundador da Ordem dos Dominicanos.  Esse nome foi concedido em reconhecimento à presença e atuação dos dominicanos na Cidade de Goiás, na luta em defesa dos Direitos Humanos e na Reforma Agrária.

O envolvimento da Igreja de Goiás junto aos camponeses não é recente. A Diocese de Goiás com sua atuação pastoral coordenada por Dom Tomás Balduino, desde 1968, e com a continuidade do trabalho garantida por Dom Eugênio Rixen, tornou-se símbolo nacional e internacional de luta pela Reforma Agrária. Aliada aos camponeses, a Igreja de Goiás também passou a enfrentar a perseguição, inclusive durante a ditadura militar. A luta dos posseiros, arrendatários, meeiros e assalariados foram se identificando com a história de luta e libertação do povo de Israel. A conquista das Fazendas Estiva ou São João do Bugre e da Fazenda Mosquito foram marcos importantes e serviram como base de lançamento da vitoriosa luta pela terra no município de Goiás e na região, pois, aqui, o rosto geográfico e cultural era o latifúndio. Hoje, o município de Goiás e boa parte da região estão cortados pelos assentamentos, compondo a nova fotografia geo-político-cultural.

Fonte: CPT Nacional

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s