Estudantes e professores da UFAL realizam plenária para discutir ação fascistas na instituição

Railton Da Silva e João Victor Cavalcante

Os estudantes e professores da Universidade Federal de Alagoas realizaram uma plenária na tarde desta quinta-feira, 06, para discutir a ação de um grupo que defendia Bolsonaro e ameaçaram professores e estudantes comunistas, além de ameaçar soltar uma bomba na instituição, na última terça-feira, 04.

A ação teve a participação de quatro pessoas, duas dela estudantes da UFAL, e uma vestido – segundo o Exército Brasileiro, com uniforme falso – e armado, se apresentando como sargento da ativa.

plenaria-antifascista
Plenária realizada na UFAL. Crédito: João Victor Cavalcante/GritonaLuta

A plenária que ocorreu no Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes – local do acontecido da ação fascista- teve a presença da comunidade acadêmica e OAB que discutiram o ato, além de ações e estratégias de combate ao fascismo.

Um ato esta programado para a tarde desta sexta-feira, 07, no Campus A. C. Simões e que várias intervenções serão realizadas durante o período na instituição em um Ato Antifascista.

Foi tirado ainda durante a plenária que serão realizadas atividades permanentes. De acordo com Alexandre Lemos, do CA de História, com mesas e rodas de conversas itinerantes na universidade contra as ações fascistas.

Para esta sexta-feira (07), ainda de acordo com ele, esta programado um ato que terá início as 13h no ICHLA com confecção de cartazes com a temática antifascistas que serão fixados nos blocos ao longo da instituição.

ação antifascista.jpg

As 16h em frente ao RU será discutido a temática antifascismo em uma roda de conversa e as 18h um sarau temático com músicas, poesias e falas. “O professor Osvaldo vai doar cinco livros para as intervenções de poemas libertários”, destacou.

O professor Osvaldo Maciel, da atual gestão da reitoria da UFAL, conversou com o Grito na Luta e contou quais são as medidas que a instituição tomou e vem tomando, inclusive para a segurança da comunidade acadêmica.

O estudante de psicologia Mateus contou o que viu durante o ocorrido:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s