Nota da Unidade Popular pelo Socialismo sobre as eleições 2016 em Maceió

As eleições municipais na cidade de Maceió revelaram uma reedição de antigas disputas entre as famílias oligárquicas pelo poder. As candidaturas de Rui Palmeira (PSDB), João Henrique Caldas (PSB) e Cícero Almeida (PMDB), longe de expressar qualquer alternativa popular para os graves problemas que nossa cidade enfrenta, apresentavam, no essencial, uma mesma política, pautada na ampliação da privatização dos serviços públicos, cortes nos investimentos nas áreas sociais, congelamento de salários e precarização do serviço público, numa evidente submissão aos empresários.

Diante desta falsa polarização, o número de votos nulos e brancos e abstenções cresceu, e passou de pouco mais de 100 mil votos há quatro anos, para 159 mil votos, número maior que a votação do segundo colocado na disputa da prefeitura, o candidato Cícero Almeida, que obteve 104 mil votos. Mesmo o candidato Rui Palmeira, eleito com 230 mil votos em 2012, recebeu 197 mil nessas eleições.

Estão no segundo turno  dois candidatos que já governaram Maceió, Rui Palmeira, do PSDB, atual prefeito da cidade, e Cícero Almeida, atualmente no PMDB, que governou Maceió durante 2004-2012, há poucas diferenças entre eles e seus projetos.

Rui Palmeira fez uma gestão de desmonte dos serviços públicos e ataques aos servidores públicos. Sua marca principal foi o sucateamento da saúde, com postos de saúde sendo fechados, aprovação das OS´s (Organizações Sociais, na verdade, privatização) e o abandono da educação. Maceió permanece sendo a capital com os piores índices sociais do país. Já Cícero Almeida, recém-apadrinhado de Renan, antes de João Lyra, adotou um modelo de gestão baseada na corrupção e na manutenção das desigualdades sociais como forma de autopromoção.

Rui e Cícero são duas faces da mesma moeda. Independente de quem for o vitorioso, o certo é que os trabalhadores de Maceió, moradores da periferia, as mulheres, os negros e a juventude seguirão abandonados e nossa cidade continuará sendo governada pelas elites do Estado. Nesse cenário não há outro caminho senão o de indicar o voto nulo nas eleições para prefeito.

Vitória política e a organização de uma nova polarização em Maceió

O resultado da eleição para prefeito apresentou ainda uma perspectiva, até então ignorada pela totalidade dos meios de comunicação, e que tenta-se insistentemente ignorar em nossa cidade, o da existência e da resistência de um novo polo de aglutinação da esquerda.

Mesmo dispondo de apenas 13 segundos nos programas eleitorais, com poucos recursos financeiros e sofrendo uma verdadeira censura com o corte nos debates dos canais de TV, a candidatura de Gustavo Pessoa conquistou 12.924 votos, representando 3% dos votos dos maceioenses e conquistando a quarta colocação numa eleição com sete candidaturas.

Essa votação é uma expressão de indignação com a realidade em que vivemos, e de aglutinação em torno de um projeto que dialogou contra a especulação imobiliária e os desmandos das empresas de transporte coletivo, desmascarou as oligarquias e seus representantes nessas eleições, adotou uma postura firme contra os golpistas, denunciou a violência e o genocídio do povo negro, e que se pautou em construir junto com diversos setores organizados da sociedade propostas para a cultura, educação, saúde, mobilidade urbana, em defesa dos direitos das mulheres e dos LGBTS.

A indicação do companheiro Magno Francisco da UP, como vice-prefeito na chapa, fortaleceu essa possibilidade de diálogo e elaboração desse programa, e temos certeza de ter realizado um bom combate e junto com os companheiros do PSOL apresentado uma nova perspectiva para todos e todas que acreditam na possiblidade de uma real transformação da sociedade.

A Unidade Popular pelo Socialismo agradece a todos os maceioenses que acreditaram nesse projeto, se dispuseram a votar de forma livre e decidida na candidatura de Gustavo e Magno, e convoca todos vocês a somar forças na construção de um novo polo para a esquerda em nossa cidade e no estado de Alagoas, e neste sentido, ajudar na campanha de legalização da Unidade Popular pelo Socialismo.

Venceremos!

Maceió, 04 de outubro de 2016

UNIDADE POPULAR PELO SOCIALISMO – ALAGOAS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s