Em entrevista, Ricardo Gebrim fala sobre o golpe e as saídas contra ele

Railton Da Silva

Quais as semelhanças e as diferenças dos golpes anteriores e o atual golpe que estamos vivendo? Quais as saídas e os enfrentamentos? Foram esses alguns dos questionamentos que nos motivaram a conversar com Ricardo Gebrim, advogado e integrante da direção nacional da Consulta Popular, em um vídeo que pode ser conferido ao final do texto.

No último dia 31 de agosto, senadores da República destituíram a presidenta Dilma Rousseff e instituíram o golpe, que não foi diferente – segundo Gebrim – da tentativa de golpe de 1954, que resultou na morte de Getúlio Vargas, nem do golpe de 1964, que durou 21 anos sobre o regime militar.

Gebrim esta em Alagoas sendo um dos facilitadores do segundo modulo do Curso de Realidade Brasileira que tem como tema: o povo brasileiro. O curso acontece na Universidade Federal de Alagoas e esta em sua terceira turma no Estado.

Recentemente, ele publicou um artigo no jornal Brasil de Fato – republicado no Grito na Luta – intitulado: Não podemos ficar na ofensiva.

Aproveitamos a oportunidade para conversar com Gebrim e apreender um pouco mais sobre o golpe e quais seriam as possíveis saídas contra ele, confira o vídeo:

Imagem destacada: Rosilene Florencio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s