Estudantes e servidores protestam contra privatização do HGE

Da redação

Os estudantes da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) e integrantes de movimentos sociais e servidores do HGE, realizaram ato em defesa da Saúde Pública no Estado e contra a implantação das Organizações de Saúde (OSs) – que passa para a iniciativa privada a responsabilidade de gerir os hospitais públicos – na tarde de ontem (10), no Hospital Geral do Estado (HGE), localizado no bairro Trapiche.

A proposta das OSs é do Governo Renan Filho (PMDB), que durante evento no Centro de Convenções de Maceió, no começo do ano, anunciou a implantação da medida será iniciada na área da saúde. O projeto por meio de decreto já foi publicado no Diário Oficial do Estado.

O Governo justifica que a medida vem sendo implantada em outros estados do país.”O Brasil e o mundo inteiro usam OS. Alagoas não tem condição de contratar servidor, porque vive no limite da Lei de Responsabilidade, mas precisamos ampliar a rede hospitalar. Como vamos fazer isso sem contratar profissionais? Um hospital como o HGE [Hospital Geral do Estado] tem 4 mil funcionários, um pequeno hospital do interior tem 400, 500 funcionários. Como contratar tudo isso sem limite? Precisamos ser francos, ter OS é ter o direito de oferecer saúde para as pessoas”, argumenta o governador Renan Filho.

O DCE da Uncisal, Nise da Silveira, avaliou o ato como positivo e agradeceu a todos os presentes na manifestação. “Por outro lado, nos surpreendemos com a capacidade de nossa Secretária de Saúde, de não reconhecer as OSs como uma forma de terceirização e privatização dos serviços públicos. Lamentamos!”, lamentou o diretório.

“Não vivemos nos hospitais que o Governador faz questão de mostrar nos hospitais (e que tem a capacidade de relocar pacientes de um leito para outro para não mostrar a superlotação e desumanidade dos corredores). A nossa realidade nós conhecemos, os nossos cenários de estágios e aulas práticas não são iguais aos da publicidade. Quando os gestores se preocuparem mais em ir conhecer a realidade dos estudantes, funcionários e servidores, ao invés se preocuparem com seus cargos e benefícios, aí sim, terão direito de falar por nós”, defende o DCE.

Confira vídeo:

 

Imagem destacada: Magno Francisco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s