Servidores chegam ao limite com demora do governo e decidem por paralisação na rede estadual de ensino

Railton da Silva

A rede estadual de Educação terão suas atividades suspensas no período entre os dias 28 de julho e 03 de agosto após os servidores decidirem em assembleia na tarde desta sexta-feira, 22, pela paralisação, com forte indicativo de greve. A medida é uma resposta ao governador Renan Filho (PMDB) que – segundo a categoria – esta desde fevereiro do ano passado “arrastando as negociações” da database dos servidores ativos e inativos.

Os servidores realizaram na tarde desta quinta-feira (21) uma vigília na porta da Secretaria de Estado da Educação, com sede no Cepa, no bairro do Farol, – de acordo com a assessoria do Sinteal – para acompanhar a reunião com o secretario de Educação, mas como ela não foi satisfatória para a categoria, os servidores decidiram paralisar as atividades por cinco dias com indicativo de greve em agosto.

Segundo Consuelo Correia, presidente do sindicato da categoria – o Sinteal -, os servidores chegaram ao limite, uma vez que os processos  que tramitam nas secretarias de Estado esbarram nos procedimentos burocráticos.

Assembleia dos servidores do Sinteal. Crédito: Assessoria/Sinteal
Assembleia dos servidores do Sinteal. Crédito: Assessoria/Sinteal

‘Temos que ser ainda mais fortes neste enfrentamento e vamos à luta por nossos direitos’, Correia

Na página do Sinteal, Consuelo destaca que: “segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a Procuradoria Geral do Estrado (PGE) questionou a mudança de letra sem a avaliação de desempenho. Então, o processo se encontra, ainda, na PGE, mas deve ser devolvido em até 10 (dez) dias, com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) garantindo, por seu titular, que existem recursos para pagar em folha suplementar, até o final de agosto, se a burocracia for resolvida na PGE”.

Ainda de acordo com a assessoria do Sinteal, a database da rede estadual é em maio e que a categoria vem tentando negociar com o governo desde março, mas sem sucesso.

“De lá pra cá muitas rodadas, períodos sem resposta, outros em que o governo recebe, mas até agora não foi concretizado”, destacou a assessoria.

Imagem destacada: Reprodução/Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s